Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Bancos devem melhorar condições de segurança

A Policia moçambicana (PRM) defende que as instituições bancárias devem melhorar os seus sistemas de segurança para não serem vulneráveis aos assaltos.

A corporação considera ainda que o actual esquema de segurança dos bancos do pais, sobretudo comerciais, não e’ suficientemente “forte” para evitar assaltos. Esta observação surge na sequência de uma onda de assaltos registados semana passada num banco e lojas comerciais, na cidade de Maputo, capital moçambicana.

Na dependência do Standard Bank, um grupo de bandidos apoderou-se de um valor monetário não especificado. Igualmente, foram assaltados a Mercearia Zahir Khan e o Talho da Sommerschield, ambos no Bairro da Malhangalene.

Esta vaga de assaltos pareceu o retorno do crime violento registado há três anos em Maputo caracterizado por assaltos consecutivos a estabelecimentos bancários.

“Nós estamos a trabalhar com os bancos para que não sejam assaltados, mas também somos da opinião que eles tem que melhorar as suas condições de segurança”, disse na terça-feira o porta-voz do Comando-geral da PRM, Pedro Cossa, falando à imprensa durante o seu habitual briefing as terças-feiras destinado a fazer o balanço semanal sobre a situação criminal do país.

“Se já visitaram um banco sulafricano, americano ou de qualquer país da região não é assim. Os bancos devem colocar condições para permitir maior segurança.

Desde a partir dos vidros apropriados e outros meios que eles conhecem”, acrescentou Cossa. Cossa reconhece que a segurança dos bancos melhorou substancialmente depois do Comando-geral da PRM, em coordenação com as empresas de segurança privada, ter colocado, pelo menos, um agente da Policia para reforçar a segurança deste tipo de estabelecimentos.

Esta medida foi tomada há cerca de três anos quando Maputo registou diversos tipos de assaltos a mão armada, sobretudo de instituições bancárias. Por outro lado, a PRM diz ter detido cinco dos bandidos que, semana passada, assaltaram a Mercearia Zahir Khan, o Talho da Sommerschield e a dependência do Standard Bank. Os assaltantes da mercearia e do talho são os mesmos. Esses dois casos aconteceram na noite da Segunda-feira passada.

Cossa não avançou detalhes sobre esses detidos, tendo apenas afirmado que a corporação está a prosseguir com as suas investigações com vista a garantir o prosseguimento do processo. A fonte policial revelou que os assaltantes do banco deixaram cair dois cartões de visitas sul-africanos no local do crime.

A Policia diz tratar-se de um crime organizado e suspeita que estes bandidos sejam provenientes da Africa do Sul e tenham se “refugiado” em Maputo por causa do aperto do cerco contra o crime naquele país vizinho. O agente da Policia ferido pelos bandidos na ocasião do crime encontra-se hospitalizado e ainda a receber tratamentos médicos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!