Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Banco indiano financia fábrica de painéis solares

O EXIM-Bank da Índia acaba de assegurar 13 milhões de dólares norte-americanos para o financiamento da construção da primeira fábrica de painéis solares em Moçambique.

Para o efeito, o governo moçambicano e aquela instituição bancária assinaram, Quinta-feira, em Maputo, um acordo de crédito. O documento foi rubricado pelo Ministro moçambicano das Finanças, Manuel Chang, e pelo Presidente do Conselho de Administração (PCA) e Director-Geral do EXIM-Bank, T.C.A. Rangnathan.

A fábrica de painéis solares, cujas obras poderão arrancar ainda este ano, estará localizada na zona do Parque Industrial de Beluluane, província de Maputo, Sul de Moçambique.

Falando durante a cerimonia de assinatura do acordo, Chang explicou que se trata de um empréstimo concessional, com um período de amortização de 20 anos e um período de graça de cinco anos.

Para o governante moçambicano, a concretização do Projecto de Instalação de uma Fabrica de Módulos Fotovoltáicos Solares, em Beluluane, vai permitir a electrificação das zonas rurais, possibilitando um incremento no acesso à energia.

“Este projecto, para além de proporcionar melhores condições no fornecimento de energia eléctrica à partir da energia solar, vai criar novos postos de trabalho para técnicos moçambicanos e alargar o espaço para melhor atendimento hospitalar por via de uma maior capacidade de conservação de vacinas e outros medicamentos ao nível das zonas rurais e alargar a capacidade de educação e alfabetização”, disse o Ministro na sua intervenção, momentos depois de assinatura do acordo.

Chang reconheceu, na ocasião, o empenho do governo indiano e do EXIM Bank, na procura de mecanismos mais apropriados visando contribuir para o desenvolvimento de Moçambique e para a melhoria das condições de vida das populações.

Por sua vez, o PCA do EXIM Bank elogiou as relações existentes entre Moçambique e o seu país, manifestando o interesse da instituição que dirige de tudo fazer para o incremento destas relações de cooperação.

“A Índia vê Moçambique como um país prioritário nas nossas relações e um parceiro mais importante da Índia em Africa”, disse Rangnathan.

Ele enalteceu o facto de EXIM Bank participar num projecto muito importante e que vai ajudar a melhorar a vida das populações, através de electrificação rural. Rangnathan acrescentou que se trata de um projecto sem custos de manutenção.

A primeira pedra para a construção desta fábrica, que vai produzir vários tipos de painéis, foi lançada em Dezembro de 2009.

Espera-se que a construção da fábrica reduza os custos de importação dos painéis solares, estimando-se que o país esteja a gastar, anualmente, entre cinco e seis milhões de dólares.

Quando em plena actividade a fábrica vai empregar 70 pessoas, sendo que na sua fase de construção esta poderá criar cerca de 700 postos de trabalho.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!