Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Inundações: bacias do Save, Zambeze, Púnguè e Incomati acima do nível de alerta

O mau tempo que se tem registado na zonas sul e as chuvas que continuam a cair em alguns locais da zona centro de Moçambique continuam a deixar as bacias dos rios Save, Zambeze, Púnguè e Incomati acima do nível de alerta.

A Direcção Nacional de Águas acrescenta que as barragens dos Pequenos Libombos, Corumana, Massingir e Macarretane registam igualmente o incremento dos caudais afluentes.

Contudo o cenário ainda não é cheias pois as chuvas, nas últimas 24 horas, tiveram tendência a abrandar particularmente na região centro onde a ARA Zambeze assinala a redução dos níveis hidrométricos situação que deve manter-se nas próximas 24 horas.

Na zona sul o cenário é um pouco mais preocupante, particularmente na região de Xai-xai, onde foram registados 210,8 milímetros de pluviosidade nas últimas 24 horas.

Perante esta situação apela-se à população para tomada de medidas de precaução face às subidas dos caudais dos rios, devendo deslocar-se para zonas seguras, evitar a travessia pelos leitos dos rios entre outras medidas de segurança.

O Instituto Nacional de Gestão de Calamidades em Gaza posiciona em locais críticos equipas de busca e salvamento para fazer face aos efeitos da presente época chuvosa. Numa primeira fase, as equipas estão posicionadas na cidade de Chókwè e Maniquinir distrito de Chibuto, locais propensos para ocorrência de inundações e cheias nesse período chuvoso.

As equipas dispõem de barcos a motor e kits contendo material para saneamento e tendas alocadas pelo Instituto Nacional de Gestão de Calamidades e parceiros.

A brigada do INGC em Gaza diz que a sua instituição está a trabalhar na monitoria das enxurradas que afectam com gravidade a província de Gaza. Manuel Malhaeie refere que neste momento os distritos de Massangena e Chigubo esgotaram as reservas de combustível, facto que preocupa as autoridades administrativas locais.

O delegado do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades em Gaza fez saber que a intransitabilidade das estradas que dão acesso às sedes distritais de Massangena e Chigubo está a dificultar o reabastecimento em combustível e produtos alimentares que também já escasseiam.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!