Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Autárquicas 2013: Desaparecimento de editais dita adiamento do anúncio dos resultados em Nampula

O “filme” registado em Quelimane volta a reeditar-se, mas desta vez na cidade de Nampula, onde desapareceram 38 editais das eleições de domingo (01), o que levou os órgãos eleitorais a adiar o anúncio dos resultados intermédios, que estava previsto para esta terça-feira.

Dados colhidos pelo @Verdade junto da Comissão de Eleições da Cidade de Nampula indicam que desapareceram dois editais das mesas de voto instaladas na Escola Industrial 3 de Fevereiro, dois da EPC do parque Popular, um do Pavilhão dos Desportos, três da Escola de Malimusse, três da Escola de Calonca, um de Namicopo, cinco da EPC de Namuatho, dois da Cerâmica, dois da EPC de Muthita, quatro da EPC de Nthotha, seis da EPC de Npuecha, três da EPC 12 de Outubro, e outros quatro.

Um mandatário do Movimento Democrático de Moçambique que confirmou o facto ao @Verdade disse que depois de analisada a situação, membros da Comissão de Eleições da Cidade de Nampula e membros do partido deslocaram-se ao Secretariado Técnico da Administração Eleitoral de Nampula a fim de pedir esclarecimentos à volta do caso, mas tiveram a informação de que ainda não há desenvolvimentos sobre o paradeiro dos editais.

Como solução, a Comissão Eleitoral da Cidade de Nampula propôs que os mandadários dos partidos políticos apresentassem os editais recebidos após a votação para que possam ser usados no processo de contagem, mas isso não foi possível porque os editais do MDM, por exemplo, já foram encaminhados à sua sede, localizada na cidade da Beira, enquanto que o partido Frelimo e os seus mandatários abandonaram o processo de requalificação dos boletins de votos na noite de segunda-feira. Já o PAHUMO e a ASSEMONA afirmam que não dispõem de todos os editais uma vez que não tinham delegados em todas as mesas.

Entretanto, apesar desta situação, o MDM e o seu candidato continuam à frente da contagem, seguidos pela Frelimo e o seu candidato. Refira-se que o alegado desaparecimento de editais registou-se nas mesas onde o MDM denunciou a existência de indícios de fraudes e onde alguns membros das mesas de voto foram detidos acusados de práticas ilícitas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!