Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Aumenta o número de acidentes de viacão em Quelimane

Com o aumento do parque automóvel na cidade de Quelimane, também aumenta o numero de acidentes. Ontem, por volta das 14horas, no cruzamento entre as avenidas 7 de Setembro e Eduardo Mondlane, mesmo aqui defronte da direcção provincial da Mulher e Acção Social, um condutor de uma moto, salvou da morte depois de um embate entre duas viaturas, uma da Cruiser.

Testemunhas oculares disseram nos que a viatura da marca Toyota, vinha do lado do cine Águia em direcção a MIROFER, enquanto a Land Cruiser, vinha no sentido contrário. As mesmas testemunhas disseram que por aquilo que viram, o homem da motorizada não vinha alta velocidade porque aproximavase a uma curva, dai que abrandou com a marcha.

Mas como o Rava vinha em alta velocidade, tendo visto de repente a land cruiser tentou desviar, dai foi embater ser com a motorizada e também houve choque entre viaturas. Não menos importante foi o embate contra um poste de iluminação pública. Por outro lado, ficamos a saber que o condutor do Rava e da motorizada ficaram feridos e evacuados ao hospital provincial de Quelimane.

As duas viaturas ficam com danos materiais ligeiros. Diariamente registam-se entre um a dois acidentes de viação na cidade de Quelimane. Pior ainda com o dramático cenário das estradas, tudo piora. A procura de espaço nas vias públicas é maior onde cada automobilista procura passar o mais rápido possível, violando as regras de trânsito. 

Resultado, os acidentes aumentam.

E mais, para além de acidentes entre viaturas, também a cidade de Quelimane tem registado um número bastante elevado de acidentes de motociclos. Por vezes, assistem-se casos em que pessoas sem nem sequer possuem licença de condução, fazem-se a estrada e como consequência uns ate morrem e deixam famílias de luto. No meio deste cenário todo, não se vê o papel da Policia Municipal, forca pertencente ao Conselho Municipal de Quelimane.

A chamada “polícia camarária”, não se preocupa em regular o trânsito, alias, seu dever. De facto, urge necessidade pôr mão nisto, porque caso não a situacao vai se tornando cada vez mai grave. Dai que é chamada aqui a acção da polícia municipal.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!