Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Atlético vence e impõe nova derrota ao Real, desta vez na Copa do Rei de Espanha

Empolgados com o retorno do atacante Fernando Torres, que reestreou nesta quarta-feira pelo clube que o revelou, os adeptos do Atlético de Madrid viram pouco do futebol que consagrou ‘El Niño’, mas nem por isso ficaram chateados, já que puderam comemorar uma vitória por 2 a 0 sobre o rival Real Madrid, pelos oitavos de final da Copa do Rei de Espanha em futebol.

Torres entrou em campo com a camisa ‘rojiblanca’ pela primeira vez em sete anos e meio. No meio de 2007, foi contratado pelo Liverpool, chegou a ser o terceiro melhor jogador do mundo e ser idolatrado pela claque dos ‘Reds’, além de conquistar títulos no Chelsea. Mas entrou na descendente e voltou “para casa”, como ele mesmo disse. Um retorno discreto, já que, embora tenha sido titular, pouco fez e foi substituído logo depois do primeiro golo.

Para o Real, o resultado representou a terceira derrota consecutiva, depois de uma incrível sequência de 22 vitórias. A equipa já havia caído diante do Milan, em amistoso, e do Valencia, pelo Campeonato Espanhol, e, para seguir na Copa do Rei, terá que derrotar o Atlético por três golos de diferença daqui a uma semana, no estádio Santiago Bernabéu.

O primeiro tempo foi dos mais mornos, com um futebol apenas razoável e sem nenhuma oportunidade clara de golo. Depois do intervalo, porém, valeu o maior esforço dos donos da casa, que foram premiados com duas bolas na rede e uma boa vantagem para a volta.

Aos 13 minutos, Raúl García ia deixando Sergio Ramos na saudade e foi puxado pelo defensor da seleção espanhola. O próprio camisa 8 bateu no cantinho esquerdo e tirou qualquer chance de defesa de Keylor Navas.

O segundo golo foi bem parecido com o marcado por Sergio Ramos em maio do ano passado, em Lisboa, em outra edição do clássico madrilenho. Na ocasião, o defesa levou a partida para o prolongamento com uma cabeçada aos 48 minutos da etapa final. Também depois de cobrança de um pontapé de canto, feita por Gabi, Giménez concluiu de cabeça e fez 2 a 0.

Quem se classificar entre os rivais de Madri deverá enfrentar nos quartos de final o Barcelona, que nesta quinta-feira iniciará a eliminatória contra o Elche no Camp Nou.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!