Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Atlético e Fulham decidem Liga Europa

Atletico de Madrid e Fulham passaram esta quinta-feira à final da Liga Europa (antiga Copa da UEFA) ao eliminar Liverpool e Hamburgo, respectivamente. O Atlético classificou-se, apesar de perder por 2 a 1 para o Liverpool, no prolongamento do jogo da segunda mão disputado na Inglaterra.

Os espanhóis se classificaram pelo critério de golo fora de casa, após ter vencido o jogo da primeira mão por 1 a 0. O uruguaio Diego Forlán, autor do golo do jogo da segunda mão, foi o salvador do Atlético novamente hoje, ao anotar aos 12 minutos do prolongamento disputado no estádio Anfield.

O Liverpool abriu o placar com o italiano Alberto Aquilani, aos 44 minutos, e o israelense Yossi Benayoun fez o segundo, aos 5 minutos da prorrogação. Com o resultado, o Atlético chega a sua primeira final europeia desde 1986.

Já o inglês Fulham avançou ao vencer o Hamburgo por 2 a 1 de virada, em Londres, após empatar na Alemanha por 0 a 0. O Fulham conseguiu uma impressionante reação no segundo tempo.

A equipe de Londres foi a “carrasca” da Juventus italiana nas oitavas, com uma goleada de 4 a 1 no jogo de volta, após perder por 3 a 1 em Turim. Na partida de hoje, o Hamburgo se adiantou com um gol de falta do croata Mladen Petric, aos 22 minutos, mas Simon Davies e o húngaro Zoltan Gera viraram o jogo aos 69 e 76 minutos, respectivamente, abrindo caminho para a grande final.

A campanha do Fulham foi longa, já que o time começou na competição no verão (boreal) de 2009, nas rodadas de classificação. Antes das semifinais, deixou no caminho vários favoritos, como o Shakhtar Donetsk ucraniano e o Wolfsburgo alemão, além da “Juve”.

Apesar de chegarem como favoritos, os jogadores do Hamburgo se mostraram muito inferiores, e a demissão do treinador Bruno Labbadia, três dias antes da partida, não surtiu o efeito esperado. Jogadores como o holandês Ruud Van Nistelrooy se mostraram pouco à vontade e o clube inglês, 12º na Premier League, aproveitou para impor seu domínio e encurralar os visitantes em seu próprio campo, o que permitiu selar sua passagem à final.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!