Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ataque na Síria mata 20 pessoas no campo de refugiados, segundo activistas

Helicópteros do Exército Sírio bombardearam um campo de refugiados, esta quarta-feira (18), matando pelo menos 20 pessoas, a maioria mulheres e crianças, disseram os residentes e activistas de oposição.

Esse foi o primeiro ataque contra um campo de refugiados no sul da Síria, perto da fronteira com a Jordânia. Segundo eles, o Exército lançou diversas bombas-barril — um explosivo improvisado altamente destrutivo, condenado por potências Ocidentais como crime de guerra — no campo de refugiados do vilarejo de Shaira, a 2 quilómetros da fronteira jordaniana.

“As mulheres estavam a gemer histericamente quando viram as suas crianças mortas no chão”, disse Abu Mohammad – Hourani, um agricultor que afirmou ter ajudado a remover os corpos depois do ataque.

Centenas de famílias fugindo do intenso combate entre rebeldes e o Exército no sul da Síria, nos últimos meses, buscaram abrigo na cidade próxima à fronteira, a qual foi fechada pela Jordânia no ano passado depois da entrada de centenas de milhares de refugiados sírios.

Mais de 160 mil pessoas foram mortas no conflito na Síria, que começou em Março de 2011 com protestos pacíficos contra o presidente Bashar al-Assad e tornou-se uma rebelião armada depois da dura resposta do governo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!