Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ataque de Israel mata 10 pessoas e fere outras 30 em escola da ONU em Gaza

Um ataque aéreo de Israel matou dez pessoas e feriu cerca de outras 30 neste domingo numa escola da ONU ao sul da Faixa de Gaza, disse uma autoridade palestina, enquanto dezenas morreram no bombardeio israelita do enclave e o Hamas disparava foguetes contra Israel. O Exército israelita disse que estar a investigar o ataque, o segundo a uma escola em menos de uma semana.

A mídia israelita, no 27º dia de combate, reportou que a maioria das tropas israelitas havia saído de Gaza e imagens da Reuters TV mostraram a coluna de tanques israelita e dezenas de homens da infantaria deixando o enclave.

Um porta-voz do exército de Israel chegou a chamar o movimento de retirada, mas disse que os residentes de alguns bairros palestinos evacuados foram avisados pelo exército de que poderiam voltar. “As tropas estão no meio de uma redistribuição a outras partes da fronteira”, disse o tenente-coronel Peter Lerner. “Estamos de fato liberando as tropas da linha de frente, mas a missão está em curso. As forças terrestres estão operando. Forças aéreas estão operando.”

Na cidade de Rafah, onde o exército tem combatido militantes, um míssil de aeronave israelente atingiu a entrada da escola, onde palestinos que deixaram suas casas estavam se abrigando, disseram testemunhas e médicos.

Ashraf Al-Qidra, porta-voz do Ministério da Saúde de Gaza, disse que dez pessoas foram mortas e 30 feridas.

Robert Serry, Coordenador Especial da ONU no Oriente Médio, disse que o ataque nas proximidades da escola em Rafah, abrigando 3 mil pessoas, causou múltiplas mortes e lesões. “É simplesmente intolerável outra escola ter sido alvo de fogo quando foi designada para providenciar abrigo para civis que fogem das hostilidades”, disse.

Na quarta-feira, pelo menos 15 palestinos que haviam se refugiado em uma escola da ONU, no campo de refugiados Jabalya, foram mortos em combates, e a ONU disse que parecia que a artilharia israelense atingiu o edifício.

Os militares israelitas disseram que homens armados haviam disparado morteiros a partir da escola, e os soldados responderam com tiros.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!