Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ataque aéreo sírio na fronteira com Turquia mata 5 pessoas, segundo activistas

Um ataque aéreo da Síria a uma sede de uma brigada rebelde ao longo da fronteira com a Turquia matou pelo menos cinco pessoas, incluindo crianças, e deixou dezenas de feridos, esta Terça-feira (30), segundo activistas da oposição.

Os ataques foram direccionados a edifícios pertencentes à Ahrar al-Sham, uma unidade rebelde islâmica salafista que luta para derrubar o presidente sírio, Bashar al-Assad, disseram os activistas. Um trabalhador humanitário turco afirmou que o ataque também atingiu um armazém no lado sírio da fronteira utilizado por grupos de ajuda. “

O alvo parece ter sido o Ahrar al-Sham, mas a maioria das brigadas de combate tem presença em torno da fronteira e é impossível atingí-los sem prejudicar os civis”, disse Mohammad, um activista na fronteira, que só deu o seu primeiro nome. “Este é o ataque aéreo mais próximo que vimos na fronteira. A fronteira tinha sido vista como um porto seguro antes”, completou ele.

As autoridades de saúde na cidade fronteiriça turca de Reyhanli disseram que o hospital local, que muitas vezes recebe pacientes sírios do outro lado da fronteira, tomou “precauções” por causa de relatos não confirmados de que alguns dos feridos podem ter entrado em contacto com armas químicas.

Os activistas sírios afirmaram que algumas das vítimas estavam a ter dificuldades respiratórias, mas que não sabiam que tipo de munição foi usada ??no ataque. “Não podemos confirmar se houve quaisquer armas químicas envolvidas”, declarou o prefeito de Reyhanli, Huseyin Sanverdi, à Reuters.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse, esta Terça-feira, que havia evidência de que armas químicas foram usadas dentro da Síria, mas que não se sabe “como elas foram usadas, quando foram usadas, quem as usou”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!