Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Assalto frustrado na Zona Verde esta sexta-feira

Quatro indivíduos tentaram assaltar uma residência na madrugada desta sexta-feira (02), no bairro do quarteirão 15, casa número 613, no bairro da Zona Verde, no município da Matola.

Por volta das 02h:00, os supostos ladrões, encapuzados, fugiram quando um dos vizinhos da casa que ia ser assaltada tocou uma vuvuzela como forma de alertar aos outros de que havia “intrusos” na zona.

Segundo apurámos, enquanto no bairro de São Dâmaso os moradores usam apitos, na Zona Verde, onde também há patrulha nocturna colectiva, os residentes utilizam vuvuzelas, por causa da potência do som.

Enquanto isso, a Polícia da República de Moçambique a nível do município da Matola diz que deteve dois gatunos do grupo de 23 que tem vindo a causar terror nas cidades de Maputo e Matola. Os meliantes foram baleados quando tentavam fugir da corporação tendo sido contraído ferimentos. Até à edição deste texto eles encontravam-se a receber tratamentos no Hospital Central de Maputo (HCM).

À semelhança do que se vive nos bairros de São Dâmaso e Ndlavela, os moradores da Zona Verde estão apavorados devido à onda de assaltos. Os malfeitores apoderam-se de eletrodomésticos, celulares, dinheiro e outros bens valiosos, para além de eles agredirem fisicamente as suas vítimas quando não encontram o que pretendem.

No assalto frustrado da casa número 613, no bairro da Zona Verde, a vítima seria Amelia Chambisse. Esta narrou que primeiro ouviu o som das vuvuzelas e, de repente, recebeu uma chamada telefónica da vizinha cuja residência fica defronte da sua a informar que quatro homens, altos, encapuzados, tentavam entrar no seu quintal.

Na mesma madrugada, uma moldura humana fez-se à rua tocando tambores, vuvuzelas e apitos num sinal de protesto contra os constantes roubos e agressões protagonizados nos bairros vizinhos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!