Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

As “encantações” de Ana Mafalda

Em “O amor essa forma de desconhecimento” e “Livro das encantações e outros poemas”, a poetisa e ensaísta Ana Mafalda Leite “despe-se” perante os seus leitores e revela os sentimentos mais profundos que há em si.

As obras são, segundo o escritor Marcelo Panguana, “o espelho do que há de belo na poetisa”, pois elas não são apenas uma soma de sentimentos que a acompanham e as interrogações que a despertam para o mundo. Pelo contrário, a escritora Ana Mafalda Leite apresenta-se pacifista e pacífica. Os seus poemas recusam-se a ter “uma pátria e viajam por território desconhecido”.

Na obra “Livro das encantações e outros poemas”, a poetisa surpreende pela forma desembaraçada com que ela procura mostra que poesia não é uma mera conjugação de palavras, mas arte feita de corpo e alma. Com 180 páginas, o livro é “uma antologia que resulta da recolha de poemas num gesto de reconhecimento e de inscrição, afectuosos de alguns dos amigos da autora”.

“O Amor essa forma de desconhecimento” é a mais pura declaração de amor. A autora escreve na obra de 82 páginas poesia centrada no amor. O prefácio é escrito por Silviano Santiago.

Sob chancela da Alcance Editores, os dois livros foram lançados ontem (27) no Centro Recreativo da Universidade A Politécnica.

Ana Mafalda Leite é poeta e ensaísta. Cresceu e estudou em Moçambique. O seu primeiro livro de poemas, “Em sombra acesa” foi publicado em 1984. Desde então, a escritora nunca mais parou. Seguiram-se vários outros trabalhos, nomeadamente “Canções de Alba” publicado em 1989; “Mariscando luas” (1992); “Rosas da China” (1999); “Passaporte do coração” (2002); e “Livro das encantações” (2005).

Ana Mafalda Leite é professora universitária, especialista em Literaturas Africanas e tem-se dedicado especialmente ao estudo da Literatura Moçambicana, com várias publicações, de que se destacam “A poética de José Craveirinha” (1991), “Literaturas Africanas e formulações pós-coloniais” (2004).

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!