Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Apuramento Mundial: França deixa Holanda quase KO. Bélgica fica à beira do apuramento

Esta quinta-feira, nos jogos da zona europeia de qualificação para o Mundial 2018, os holandeses sofreram maior goleada oficial desde 1908 (4-0) e os belgas esmagaram Gibraltar (9-0).

Os holandeses caídos numa depressão cada vez mais profunda e os belgas à beira da euforia: dois países-vizinhos, com estados de espírito bem diferente, foram os principais protagonistas dos jogos desta quinta-feira da fase de qualificação europeia para o Mundial 2018. A Holanda foi humilhada em França (4-0), enquanto a Bélgica – mesmo reduzida a dez – esmagava Gibraltar (9-0). Para os primeiros, o apuramento fica bem distante; para os outros, está ali à mão (e até pode ser carimbado no domingo).

O primeiro dia da 7ª jornada da qualificação europeia para o Rússia 2018 teve muitos golos (37, em nove jogos) e emoções fortes, com resultados volumosos, surpresas e reviravoltas Apenas no grupo B, o de Portugal, se cumpriu o guião esperado: além da goleada da seleção nacional sobre as Ilhas Faroé (5-1), a Suíça venceu Andorra, por 3-0 (golos do benfiquista Seferovic (2) e de Liechsteiner), e a Hungria bateu a Letónia, por 3-1.

Nos restantes agrupamentos houve mais agitação, com as líderes França (A) e Bélgica (H) a ficarem mais soltas. A seleção gaulesa impôs à holandesa à sua derrota mais volumosa em jogos oficiais desde 1908 (4-0). Griezmann (14″), Lemar (73″ e 88″) e Mbappé (90″) compuseram a goleada, ante uma laranja-nada-mecânica – e reduzida a dez desde o minuto 62, por expulsão de Strootman. Com a derrota da Suécia na Bulgária (3-2), a França isolou-se na frente do grupo.

Já a Holanda caiu para 4º lugar e ficou em sério risco de eliminação (após já ter falhado o Euro 2016): as receções a búlgaros (domingo) e suecos (outubro) serão decisivas.

Entre vizinhos da Benelux, até os luxemburgueses têm mais razões para sorrir: a seleção do grão-ducado – última do grupo A – conseguiu a primeira vitória da fase de qualificação, 1-0 à Bielorrússia – golo do lusodescendente Daniel da Mota.

No entanto, quem está à beira de celebrar são os belgas, que igualaram o volume da maior goleada da sua história, com o 9-0 a Gibraltar – Meunier assinou três golos e três assistências e Lukaku (3), Mertens, Witsel e Hazard fizeram o resto (embora, aos 40″, com 5-0 no marcador, Witsel tenha sido expulso, deixando a equipa reduzida a dez).

Nos outros jogos do grupo H, a Grécia não foi além do 0-0 caseiro, diante da Estónia. E a Bósnia-Herzegovina permitiu uma surpreendente reviravolta, na visita a Chipre: a vencer por 0-2 ao intervalo, acabou por perder, por 3-2. Com estes resultados, a Bélgica está a uma vitória de garantir o apuramento. Esta sexta-feira, Alemanha (C), Polónia (E) e Inglaterra (F) também podem dar passadas importantes, se venceram fora de casa.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!