Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Animais bravios matam 40 pessoas em Sofala

Pelo menos 41 pessoas morreram durante o ano passado na província de Sofala, Centro de Moçambique, vítimas de ataques de animais bravios, sobretudo na disputa de água, ao longo da bacia do rio Zambeze, nos distritos de Chemba e Marromeu.

Devido ao facto, o Governo provincial, em colaboração com alguns parceiros e operadores turísticos locais, está a dinamizar o processo de captura, abate e recolha de ovos de crocodilos, para além da construção de furos de água e lavatórios de roupa mormente nas zonas ribeirinhas. Do total das mortes, 21 foram registadas em Marromeu, dez no distrito de Chemba, seis em Chibabava, duas em Gorongosa e igual número na região do Búzi.

Outras quatro pessoas ficaram gravemente feridas em Nhamatanda e Búzi. Comparativamente ao ano de 2009, o número de vítimas do ano passado representa uma subida de 41,4 porcento, pois, na altura, foram notificados 29 óbitos, segundo escreve o “Noticias”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!