Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Anemia provoca óbitos e internamento em Cheringoma

O Distrito de Cheringoma, na Província de Sofala, Centro do País, registou no primeiro trimestre do ano em curso três casos de óbito e onze de internamento devido a problemas de anemia. Entretanto, em todo o ano passado o distrito havia registado apenas quatro casos de internamento devido a mesma doença, para dizer que a problemática tende a piorar.

A demora por parte da população em se dirigir as unidades sanitárias é apontada pelas autoridades locais da Saúde como sendo uma das prováveis causas que leva os pacientes de anemia a ponto de perderem a vida.

A anemia é a diminuição dos níveis de hemoglobina na circulação. A principal função da hemoglobina, uma proteína presente nas hemácias, é o transporte de oxigénio dos pulmões para os tecidos. Os valores de normalidade da hemoglobina variam com o sexo e a idade.

Em indivíduos adultos (maiores que 16 anos) do sexo masculino, o limite inferior da normalidade é de 13,5 g/dL. Em mulheres adultas este valor é de 12,6 g/dL.

É muito importante lembrar que o termo anemia reflecte tão somente o baixo nível de hemoglobina circulante, o que não firma o diagnóstico etiológico. Portanto, uma vez presente, é necessário seguir investigação para determinar qual a sua causa.

Em alguns casos tem tido como origem a má nutrição, que pode ser devido a insuficiente de alimentos ou também maus hábitos alimentares. Também pode ser causada pela perda súbita de sangue, geralmente em consequência de acidentes graves.

Os sinais ou sintomas da anemia são vários, entre eles se destacam a palidez, respiração superficial, fadiga, baixa pressão sanguínea, dores no peito, palpitações rápidas, tonturas, insónia, incapacidade de concentração, etc., etc.

Se a pessoa sentir um desses sintomas, mas atenção existem vários outros sinais, aconselha-se imediatamente a uma unidade sanitaria. Entretanto, nas comunidades rurais, grosso das pessoas tem o hábito de recorrer a curandeiros para procura de cura de doenças.

Só mais tarde, quando a situação já é grave ou severa é quando procuram cuidados hospitalares. Nesses casos, algumas vezes os cuidados hospitalares acabam fracassando, porque a situação do paciente já é demais débil.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!