Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Amélia Franklin é nova Secretaria-Geral da OMM

A Organização da Mulher Moçambicana, um braço da Frelimo, partido no poder em Moçambique, conta, desde segunda-feira, com uma nova Secretária Geral. Trata-se de Amélia Franklin, eleita pelo 3º Congresso da Organização, cujos trabalhos encerraram na noite desta Segunda-feira. Com Franklin foram eleitas igualmente Violeta Langa e Elisa Agisse para o Secretariado Nacional da OMM. Momentos antes, fora eleito o Conselho Nacional da OMM.

Porém, existem duas vagas no Secretariado Nacional e, ainda, não foi eleito o Conselho Fiscal, acto que poderá acontecer na próxima sessão do Conselho Nacional desta organização de massas.

Falando no encerramento dos trabalhos, a Presidente da OMM, Maria da Luza Guebuza, que durante este evento foi proclamada para o cargo em referencia, destacou que a Organização tem vindo a assumir, com muito orgulho, o papel de mobilizador activo da mulher e da população em geral, na prossecução do objectivo de eliminação da pobreza e relançamento do desenvolvimento económico-social, que constituí acção prioritária da Frelimo.

“E, porque saímos deste 5º Congresso mais regozijadas, depois de com profundidade e abertura reflectimos sobre a vida da Organização, vamos cumprir com firmeza o nosso papel na promoção da cultura de trabalho, elemento fundamental para a participação dos moçambicanos na criação da riqueza”, exortou Maria da Luz Guebuza.

A presidente da OMM, que vinha também ocupando o cargo desde o 2º Congresso, assegurou que a organização vai materializar a agenda do partido, a de lutar e vencer a pobreza, porque existe a consciência de que se trata de um desafio complexo, em cuja abordagem cruzam-se os aspectos políticos, económicos e sociais de dimensão nacional e internacional.

Neste contexto, segundo ela, exige-se da OMM uma intervenção cada vez mais enérgica desde a base até ao nível central, incluindo a diáspora.

“Por isso, continuaremos a força imbatível no fortalecimento da nossa moçambicanidade e na conquista e consolidação da paz e democracia, bem como na luta pelo desenvolvimento e crescimento económico”.

Para Maria da Luz Guebuza, toda esta acção deverá encontrar eco na execução do Programa da OMM para os próximos cinco anos, devendo ser desenhados planos de actividades precisos, cuja implementação deve trazer impacto positivo e mudança na forma da de actuação e nos resultados que se vão colher.

O 3º Congresso da, que reuniu mais de 700 delegadas, incluindo da diáspora, teve inicio na passada Sexta-feira com a duração prevista de três dias. Contudo, devido a delicadeza dos trabalho, prolongou-se por mais de 24 horas.

Momentos antes de deixar, formalmente o cargo, a Secretaria Geral cessante, Paulina Mateus, que mereceu fortes elogios das delegadas presentes, agradeceu todo o apoio que lhe foi dispensado ao longo do seu mandato, assegurando que continuará a trabalhar com os novos órgãos para o engrandecimento da organização.

Na cerimónia de encerramento foram apresentadas várias moções de saudações aos órgãos ora cessantes, a presidente da OMM, ao partido Frelimo e aos seu presidente, Armando Guebuza, ao Congresso e uma mensagem da OMM por ocasião do Dia Internacional do Trabalhador, que se assinalou Domingo último.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!