Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Alemanha domina lista de indicados à Bola de Ouro

A Alemanha dominou as indicações ao prémio Bola de Ouro entregue ao melhor jogador do mundo pela Fifa, com seis nomes entre os 23 candidatos anunciados nesta terça-feira. Entre os técnicos, Juergen Klinsmann foi indicado após levar os Estados Unidos aos oitavas de final do Mundial de futebol, mas Jorge Luis Pinto e José Pekerman, que chegaram até aos quartas de final do Mundial à frente de Costa Rica e Colômbia, respectivamente, foram ignorados. Jorge Sampaoli, cuja ofensiva seleção do Chile eliminou os então campeões do mundo da Espanha ainda na fase de grupos do Mundial, e Vahid Halilhodzic, que liderou uma inspiradora Argélia, também não foram nomeados.

Por outro lado, houve espaço para o treinador Pep Guardiola, do Bayern de Munique, mesmo que a partida mais importante do ano para o seu clube, a semifinal da Liga dos Campeões contra o Real Madrid, tenha terminado numa derrota por 4 x 0.

A lista de jogadores trouxe anomalias semelhantes e parece ter sido mais baseada no futebol de clubes europeu do que no desempenho no Campeonato do Mundo. O atacante brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa, que teve um Mundial apagado pela Espanha, foi indicado por ter brilhado pelo Atlético de Madri no Campeonato Espanhol e na Liga dos Campeões Europeus na temporada passada, antes de se transferir para o Chelsea.

Manuel Neuer, Thomas Mueller, Toni Kroos, Mario Goetze, Philipp Lahm e Bastian Schweinsteiger foram os seis jogadores da Alemanha campeã mundial indicados, enquanto a Argentina derrotada na final teve três nomes na lista, Lionel Messi, Ángel Di María e Javier Mascherano.

Entre as ausências notáveis estão os uarda-redes dos EUA, Tim Howard, e da Costa Rica, Keylor Navas, ambos com actuações fenomenais no Mundial do Brasil, assim como o defesa costarriquenho Giancarlo González, visto por muitos críticos como um dos atletas mais decisivos do torneio.

A Fifa, responsável pelo prémio juntamente com a revista France Football, disse que os três finalistas em ambas as categorias serão anunciados em 1º de dezembro, com a cerimónia de premiação marcada para 12 de Janeiro, em Zurique. “A lista de 23 candidatos masculinos foi escolhida por especialistas em futebol do Comité de Futebol da Fifa e por um grupo de especialistas da France Football”, disse a Fifa. “A lista de dez técnicos foi escolhida pelo Comité da Futebol Feminino e o Mundial Feminino da Fifa e pelo Comité de Futebol da Fifa, assim como por um grupo de especialistas da France Football.”

Confira os candidatos ao prémio de Melhor Jogador do Ano:

Mario Goetze (Alemanha)

Toni Kroos (Alemanha)

Philipp Lahm (Alemanha)

Thomas Mueller (Alemanha)

Manuel Neuer (Alemanha)

Bastian Schweinsteiger (Alemanha)

Angel Di María (Argentina)

Javier Mascherano (Argentina)

Lionel Messi (Argentina)

Andrés Iniesta (Espanha)

Sergio Ramos (Espanha)

Diego Costa (Espanha)

Karim Benzema (França)

Paul Pogba (França)

Gareth Bale (País de Gales)

Eden Hazard (Bélgica)

Thibaut Courtois (Bélgica)

Cristiano Ronaldo (Portugal)

Zlatan Ibrahimovic (Suécia)

Neymar (Brasil)

Arjen Robben (Holanda)

James Rodríguez (Colômbia)

Yaya Touré (Costa do Marfim)

Os candidatos a Melhor Técnico do Ano são:

Carlo Ancelotti (Real Madrid)

Antonio Conte (Itália/Juventus FC)

Pep Guardiola (Bayern de Munique)

Juergen Klinsmann (Estados Unidos)

Joachim Loew (Alemanha)

José Mourinho (Chelsea)

Manuel Pellegrini (Manchester City)

Alejandro Sabella (Argentina)

Diego Simeone (Argentina)

Louis van Gaal (Holanda)

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!