Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Agentes económicos de Marracuene organizam-se para desenvolver o distrito

Os agentes económicos do distrito de Marracuene, província de Maputo, estão a organizar-se para, em conjunto, fazer face aos desafios de desenvolvimento que se lhes impõem e aproveitar da melhor maneira as potencialidades que eventualmente possam existir naquele local.

Para este efeito, foi criada recentemente a Associação dos Agentes Económicos de Marracuene que, no passado fim-de-semana, elegeu o corpo directivo que nos próximos quatros anos deverá dirigir os destinos desta agremiação rumo ao desenvolvimento do distrito.

Após o processo de eleição, através de um voto secreto, o recém-eleito presidente da associação, João das Neves, disse que o grande desafio da sua equipa é conseguir com mais agentes económicos deste distrito façam parte da associação. Neste momento, a associação conta com 53 associados.

O novo líder da agremiação teme, no entanto, que nos próximos dias este número possa reduzir devido a dificuldades que alguns empresários têm em contribuir financeiramente para a sustentabilidade da associação. É que a primeira tentativa de se criar esta associação fracassou quando mais da metade dos membros, na altura, decidiram abandonar a iniciativa, por não querer contribuir as quotas mensais.

“Quando chega a altura de se contribuir dinheiro para sustentar a associação, as pessoas começaram a andar para trás,” disse. Contudo, para evitar essa situação, Das Neves disse que desta vez o valor das quotas ou jóias será definido em conjunto com os associados.

Por seu turno, o director dos serviços económicos do distrito de Marracuene, Joel Nhassengo, disse que esta associação é tida como um parceiro ideal para ombrear com governo na concepção de projecto de desenvolvimento do distrito. “Agora será nos fácil desenhar um plano estratégico de desenvolvimento do distrito,” disse, acrescentando que “o Governo já estava a procura de um parceiro deste há já bastante tempo.

Os agentes económicos devem olhar para Marracuene como o capital do Mundo. Esta é uma oportunidade de fazer de Marracuene um lugar melhor”. Por sua vez, Mussá Hussumane, empresário e membro da associação, disse que os eleitos devem saber ouvir a todos os membros, pois as contribuições de todos são muito importantes.”

Segundo o João das Neves, antes da se criar esta associação era difícil encontrar o representante dos agentes económicos em Marracuene. E esta agremiação vem responder esta lacuna. Nessa altura, até apareciam pessoas que se intitulavam representantes do sector privado nesse distrito. Marracuene conta actualmente cerca de 2 mil unidades económicas, sendo que desta apenas 100 é que são formais.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!