Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

África do Sul: frustada tentativa de fuga de Ananias Mathe da Cadeia de Máxima Segurança

O perigoso cadastrado Ananias Mathe, condenado a 54 anos de prisão pelo Supremo Tribunal de Gauteng, na vizinha África do Sul, em Dezembro de 2009, tentou, no último fim-de-semana, evadir-se da prisão de Máxima Segurança de Ebongweni, nas proximidades de Kokstad, na província de KwaZulu-Natal.

Com 37 anos de idade, Ananias Mathe tornou-se notável quando em 2006 foi o primeiro prisioneiro a fugir da prisão de máxima segurança “C-Max”, sita na cidade de Pretória, através de minúscula janela de somente 60 centímetros de comprimento e 20 centímetros de largura, facto que surpreendeu a Polícia sul-africana. A sua cela que localizava-se no terceiro andar.

Aliás, Mathe teria antes se escapulido da Cadeia Central de Joanesburgo, em Janeiro de 2005. Relativamente à recente tentativa de fuga, alega-se o cadastrado descrito como perigosíssimo, a avaliar pelos crimes que já cometeu, teria perfurado a parede ao longo de noites, durante cerca de quatro meses, estratégia através da qual conseguiu criar um buraco de 30 centímetros de diâmetro e usou a sua pasta dentífrica e roupa para ocultá-lo. O buraco em causa foi descoberto quando um dos guardas prisionais ouviu um barrulho vindo da cela de Ananias Mate.

Acusado e condenado por 64 crimes, dos quais assassinato, tentativa de roubo agravado e invasão às casas alheias, estupro, atentado violento ao pudor, assalto a mão armada, fraude, dentre outros, Ananias Mate só será elegível para liberdade condicional depois de ter cumprido 43 anos de sua sentença. E até aí ele terá 76 anos de idade, segundo o Juiz proferiu a sua pena de prisão em 2009.

A Cadeia de Máxima Segurança de Ebongweni alberga 1.440 reclusos. Trata-se de una infra-estrutura cuja construção custou cerca de 450 milhões de randes, mas tem um recorde invejável de tentativas frustradas de fuga de enclausurados em todo território sul-africano. O Ministério sul-africano dos Serviços Correccionais, através do seu vice-comissionário da Polícia, James Smalberger, negou comentar sobre este assunto.

Entretanto, refira-se que na sua última fuga, Mathe foi caçado como bicho por toda a África do Sul até que a 04 de Dezembro de 2006 foi detido depois de ter roubado uma viatura num subúrbio de Joanesburgo. Contudo, o carro estava equipado com um dispositivo de localização por satélite, o que levou a Polícia e empresas de segurança privada a localizar Mathe depois de uma perseguição sem precedentes, em que ele foi baleado três vezes na perna e nas nádegas.

 

 

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!