Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Acidente de viação mata uma pessoa, fere 25 e condutor foge em Tete

Uma pessoa perdeu a vida e outras 25 ficaram grave e ligeiramente feridas em consequência de um sinistro rodoviário, ocorrido na passada quinta-feira (01), no distrito de Marara, província de Tete.

O acidente envolveu uma viatura de transporte semi-colectivo de passageiros, que fazia o trajecto cidade de Tete/distrito de Marara.

O sinistro deu-se à noite, na zona de Matambo, quando um dos pneus rebentou e o carro rolou, precipitando-se até debaixo de uma ponte.

Até ao fecho desta edição o condutor era dado como fugitivo, abandonando as vítimas à própria sorte no local do acidente.

Nazira Abdula, ministra da Saúde, que encontrava de visita ao Hospital Provincial de Tete (HPT), para onde as vítimas foram socorridas, disse à jornalistas que o acidente aconteceu “a 30 quilómetros da cidade de Tete”. A vítima mortal “é uma senhora”.

Dos 25 pacientes, dois encontram-se em estado graves, sendo uma criança e uma mulher. Entretanto, elas estão conscientes e já fora do perigo, disse a governante, assegurando que os restantes doentes apresentam um quadro clínico estável.

Nazira Abdula encontrava-se de visita àquela província, onde, para além visitar os doentes internados na sequência da explosão do camião-cisterna de combustível, tragédia que resultou na morte de mais 100 pessoas, na localidade de Chiphiridzange, felicitou o pessoal de saúde pelo trabalho feito.

Ainda sobre o acidente de viação, as autoridades policiais acreditam que o mesmo resultou do excesso de velocidade e falta de cautela por parte do condutor. Lurdes Ferreira, oficial de imprensa no Comando Provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Tete, disse ao @Verdade, telefonicamente, que um carro que rebenta um dos pneus e acaba debaixo duma ponte estaria em alta velocidade.

Em relação ao motorista fugitivo, a agente da Lei e Ordem disse que já se está no encalço do visado para que responda pelo crime cometido.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!