Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Abusos sexuais estão na origem do aumento de casos de suicídios

O recrudescimento dos casos de suicídios que, maioritariamente, se traduzem em enforcamentos e ingestão de produtos tóxicos para tirar a sua própria vida estão a tirar sono as autoridades governamentais da província de Nampula. E suspeitam que os abusos sexuais contra as mulheres e crianças menores de idade, incluindo a violência doméstica perpetrada por indivíduos adultos podem estar por detrás dos referidos casos que ocorrem frequentemente nesta região do país.

A preocupação foi manifestada esta terça-feira pelo governador da província de Nampula, Felismino Tocoli, durante um comício popular realizado na unidade comunal Mário Nguabi, bairro de Namutequeliua, arredores da cidade.

Tocoli disse, na circunstância, que a violência a todos os níveis constitui crime e uma atitude desumana, pois as principais vítimas são crianças que futuramente garantem o desenvolvimento do nosso país. E a prática desses problemas sociais está a originar a ocorrência de casos de suicídios, onde as pessoas com medo de encarar a situação preferem tirar a sua própria vida. Para pôr cobro estas situações, aquele governante apelou aos indivíduos adultos no sentido de tomarem atitudes de responsabilidade porque, segundo suas palavras, a continuar assim a sociedade corre o risco de estar a caminhar para um abismo.

Recordou, entretanto, o caso mais recente é de um indivíduo que decidiu tirar a vida da sua esposa grávida de seis meses e filho de dois anos de idade tendo atirado os corpos para o fundo do posso e, de seguida, ingerido um produto designado ratex atirou-se, igualmente, para o fundo do mesmo poço.

O caso aconteceu no bairro de Mutava-Rex, posto administrativo de Namicopo, arredores da urbe. Por outro lado, Felismino Tocoli apelou à população presente no sentido de fazer as denúncias junto às autoridades policiais sobre casos de criminalidade que acontecem no bairro com maior incidência na calada da noite, onde os amigos do alheio agridem as suas vítimas com recurso à armas brancas, vulgo catanas, machados, facas, entre outro material contundente.

Num outro desenvolvimento, o chefe do executivo nampulense instou os munícipes de modo a darem o seu contributo para o desenvolvimento da província em vários sectores de trabalho através do empenho de cada um na realização de actividades individuais e colectivas que geram rendimento para garantir o auto-sustento das famílias.

Acrescentou que, desta forma, os munícipes irão acelerar o cumprimento do Programa Quinquenal do Governo através do aumento dos níveis de produção e produtividade, onde para o efeito será necessário assegurar a unidade nacional, assumindo que a província de Nampula pode ser habitada por qualquer moçambicano que pretende realizar acções que facilitam o combate da pobreza.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!