Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

A retirada das tropas americanas em números

As tropas americanas posicionadas no Iraque deverão se retirar das cidades e povoados em que estão destacadas a partir desta segunda-feira, data estabelecida por um acordo assinado por Bagdá e Washington. A seguir, os números referentes a esta retirada e ao acordo assinado:

750.000 — é o número de soldados e policiais que o Iraque tem a sua disposição para manter a segurança nos centros urbanos depois da retirada das tropas americanas.

131.000 — é a quantidade de soldados americanos posicionados no Iraque, segundo o Pentágono, dos quais a maioria já deixou as cidades iraquianas.

100.867 — são os civis mortos em consequência das violências desde a invasão liderada pelos Estados Unidos, entre 2003 e 1º de junho de 2009, segundo as cifras pela organização não-governamental Irak Body Count.

10.956 — são os iraquianos detidos em prisões administradas pelos Estados Unidos, até 16 de junho, com 750 prisioneiros entregues por mês às autoridades iraquianas que podem decidir libertá-los ou mantê-los sob custódia.

4.316 — são os soldados americanos mortos no Iraque desde a invasão de 2003, segundo contagem da AFP baseada no site independente icasualties.org.

1.844 — é o mínio de militares e policiais mortos entre julho de 2007 e 1º de junho de 2009, segundo balanço da AFP com base em informações fornecidas mensalmente pelo governo iraquiano.

914 — são os dias que faltam até 31 de dezembro de 2011, data limite para uma retirada total das tropas americanas do Iraque, depois da retirada de 30 de junho.

700 — são os postos de observação dispostos nos 3.600 km de fronteira iraquiana.

157 — são as bases utilizadas pelos Estados Unidos para operar nas cidades do iraque, todas deverão ser entregues às forçsa iraquianas em 30 de junho.

1 para 134 — é a relação de oficiais de polícia por habitantes iraquianas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!