Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

80 autocarros doados pela China: “Necessárias medidas rigorosas de manutenção e reparação” – Carlos Mesquita

No âmbito das medidas do Governo visando a melhoria do transporte público urbano de passageiros, o Ministério dos Transportes e Comunicações recebeu, na quinta-feira, 16 de Novembro, um lote de 80 autocarros doados pela República Popular da China e que deverão servir, a partir dos próximos dias, as cidades com maiores necessidades deste serviço.

A chegada destas unidades ao País acontece numa altura em que está em curso um conjunto de reformas, tendentes a melhorar o transporte público urbano de passageiros, nomeadamente o processo de aquisição de 300 autocarros, que já está na fase final, a concessão de rotas e a reestruturação das empresas municipais do sector.

Inclui-se neste processo de reformas a recente criação, pelo Governo, da Agência Metropolitana de Maputo, para promover um sistema de transportes assente num planeamento integrado e coordenado nos municípios de Maputo, Matola e Boane e no distrito de Marracuene.

Na ocasião, Carlos Mesquita, ministro dos Transportes e Comunicações, referiu que “a chegada dos 80 autocarros vai contribuir para a mitigação da problemática do transporte público urbano de passageiros que aflinge os nossos cidadãos”.

Entretanto, Carlos Mesquita mostrou-se preocupado com a questão da durabilidade dos autocarros, tendo, por isso, defendido a necessidade de o reforço da frota ser acompanhado por medidas rigorosas de manutenção e reparação dos meios para permitir que estes durem o tempo de vida concebido pelo fabricante.

Neste sentido, e com vista ao alcance deste desiderato, segundo o ministro, “estamos a terminar um pacote de reorganização da gestão oficinal, que consistirá na fusão dos serviços de manutenção das empresas municipais de transporte de Maputo e Matola, integrando a exploração e rentabilização da Oficina de Reparação e Manutenção de Autocarros da Matola”.

Por seu turno, o embaixador da China em Moçambique, Su Jian, referiu que a doação destes meios visa responder à cada vez crescente procura pelo transporte público nas cidades de Maputo, Matola e áreas adjacentes, impulsionada pelo desenvolvimento urbano.

“Nas relações de cooperação cino-moçambicanas, colocamos como prioridade a resposta às necessidades mais urgentes da população moçambicana, como é o caso do transporte urbano de passageiros. É nesse âmbito que fizemos esta doação, que é a segunda do género”, explicou Su Jian. “Pretendemos ajudar o Governo moçambicano a melhorar os serviços de transporte, através de meios eficientes, confortáveis e que, acima de tudo, ofereçam segurança aos cidadãos”, acrescentou o diplomata.

Importa realçar que, para além da doação dos autocarros, a República Popular da China vai oferecer peças e acessórios, bem como formar os motoristas e técnicos moçambicanos que vão garantir, respectivamente, a operação e manutenção sustentáveis dos meios.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!