Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

30 mortos em 2 acidentes viários no sudeste do Benin

Trinta pessoas morreram e 44 outras ficaram feridas em dois acidentes de viação ocorridos Domingo, em Porto Novo (capital económica do Benin), e em Adjohoun (40 quilómetros desta cidade), segundo fontes oficiais.

De acordo com a polícia, o primeiro acidente, que fez seis mortos e 44 feridos, aconteceu em Gouti, uma localidade da comuna de Ajohoun, quando um autocarro proveniente de Cotonou (a capital beninense) com destino a Djougou (noroeste) falhou uma curva e capotou com 55 passageiros a bordo.

Devido ao excesso de velocidade, o segundo sinistro ocorreu quando um mini-autocarro com mais de 24 pessoas a bordo, que viajavam para Cotonou, ultrapassou os limites da ponte e caiu numa laguna de Porto Novo. Não houve sobreviventes desta tragédia e todas as disposições tomadas pelas autoridades para recuperar os viajantes continuam vãs, de acordo com a fonte.

Na sequência destes tristes acontecimentos, o ministério do Interior, Segurança Pública e Cultos publicou, Segunda-feira, um comunicado no qual apresentou, em nome do chefe de Estado, Thomas Yayi Boni, as suas sentidas condolências a todo o povo beninense e às famílias das vítimas. Ele instou todos os utentes das vias públicas a respeitar estritamente o código da estrada.

“Em todo caso, as forças de segurança pública, incluindo a Polícia e a Gendarmaria, são incumbidas de reprimir com vigor qualquer desrespeito do código da estrada”, indica o comunicado. Por sua vez, o ministério dos Transportes e Obras Públicas apelou aos motoristas para se absterem de conduzir em estado de embriaguez e circularem com uma velocidade moderada.

Segundo vários observadores, estes dois acidentes levantam de novo a problemática da construção de infra-estruturas conducentes aos destinos de grandes frequentações. Construída há vários anos, a autoestrada Cotonou/Porto Novo (que a nível de Sèmè reduz-se a uma via única) constitui a única via de ligação entre as duas principais cidades beninenses.

A ponte onde ocorreu o acidente ficou muito estreita devido ao acréscimo do tráfego e por conseguinte regista engarrafamentos nas horas de ponta ou em caso de acidente ou de estacionamento dum veículo.

Desde a degradação da estrada interestatal Cotonou-Ouagadougou (Burkina Faso) passando por Bohicon, a via de Porto-Novo serve também para garantir a ligação do norte do país aos países do interior, apesar dum desvio de mais de 100 quilómetros.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!